Angola fará parte do «clube» dos países de Rendimento Médio em 2015

Dentro de três anos, Angola deverá deixar o grupo dos Países Menos Avançados (PMA), integrando a lista dos Países de Rendimento Médio em 2015, anunciou a Comissão das Políticas de Desenvolvimento do Conselho Social das Nações Unidas (CNUCED).
A nova lista dos PMA será aprovada em 2015, e para que os Países Menos Avançados possam beneficiar dessa promoção, deverão cumprir dois dos três critérios de elegibilidade em valores superiores aos estabelecidos para a inclusão, ou ainda quando exista um Produto Nacional Bruto (BNP) per capita duas vezes superior ao valor estipulado para a inclusão, mesmo que o país não tenha alcançado os valores necessários em nenhum dos outros dois critérios.
Além do PNB per capita (comi indicador da capacidade de geração de rendimentos), os critérios para que os países sejam candidatos à graduação dos PMA incluem também o Índice de Capital Humano (como indicador das reservas de capital humano) e o Índice de Vulnerabilidade Económica (como indicador da resistência a crises externas).
No passado mês de Março, a reunião do Comité de Políticas de Desenvolvimento da CNUCED considerou, pela primeira vez, que Angola cumpre os critérios de elegibilidade para ser excluída da lista de Países Menos Avançados, cumprindo-se a primeira etapa de um longo processo que se deverá iniciar em 2015 e poderá prolongar-se por três anos de transições.